news

Sant'Egidio ao lado dos deslocados após o recente ataque a Kajuru na Nigéria

15 Abril 2019 - KAJURU, NIGÉRIA

NigeriaPeace

O compromisso da Comunidade em fornecer às vítimas necessidades básicas

Compartilhe Em

Após o recente ataque em Kajuru, no estado de Kaduna do Sul, na Nigéria, por extremistas Fulani, a Comunidade de Sant'Egidio se fez próxima dos 283 deslocados que encontraram abrigo na vizinha cidade de Kachia, doando bens essenciais. Essas pessoas  acrescentam-se aos deslocados internos que são quase 2 milhões no país, particularmente na região Nordeste, devido ao terrorismo. De Fevereiro até hoje, 200 pessoas morreram somente nesta região.

Na Nigéria, desde séculos, há uma luta entre os pastores fulanis de origem muçulmana e os camponeses predominantemente cristãos, pelo controle dos recursos económicos, como a terra e a água. Além disso, recentemente chegou também a desertificação, que empurra a encontrar terras no sul e o uso não escrupuloso de armas, que se tornam uma ferramenta para a violência e os roubos. Os camponeses são frequentemente vítimas desses ataques e, desde alguns anos, o conflito se agravou na lógica da vingança. De fato, somente em 2018, cerca de 1.700 pessoas foram mortas, mais do que aquelas afectadaspor Boko Haram.

As orações, a ajuda e as visitas da Comunidade foram acolhidas como um sinal de esperança e paz.

 



Sant'Egidio ao lado dos deslocados após o recente ataque a Kajuru na Nigéria
Sant'Egidio ao lado dos deslocados após o recente ataque a Kajuru na Nigéria
Sant'Egidio ao lado dos deslocados após o recente ataque a Kajuru na Nigéria
Sant'Egidio ao lado dos deslocados após o recente ataque a Kajuru na Nigéria