news

Actualizações de Moçambique: a situação e a nossa ajuda

25 Março 2019 - BEIRA, MOÇAMBIQUE

Cyclone IdaiEmergencyDream

Nos centros DREAM da Beira, os primeiros socorros são organizados para os mais afectados. Nós continuamos a ajudar

Compartilhe Em

Estão a chegar mais actualizações sobre a situação na cidade da Beira, em particular nos dois centros clínicos que oferecem serviços de saúde através do programa DREAM da Comunidade de Sant'Egidio: o centro Polivalente, localizado perto da praça da Câmara Municipal, e o centro de Manga Chingussura na periferia da cidade, que imediatamente retomaram as actividades e estão a tratar mais de 11.000 pessoas.

O centro Polivalente sofreu muitos danos durante o ciclone, sobretudo às chapas dos tectos, como de facto em todo o bairro. Desde o primeiro dia, cerca de 400 pessoas que perderam tudo se refugiaram no centro. É realmente dramático saber que algumas pessoas com deficiência e idosos, na tentativa de alcançá-lo, infelizmente morreram. Os operadores e os voluntários de Sant'Egidio foram entre os primeiros a fornecer alívio para as populações afectadas, oferecendo comida e necessidades básicas que já estavam armazenadas no armazém do centro. Além disso, está sendo prestada assistência à população que pede ajuda distribuindo óleo, arroz e farinha, mas acima de tudo a assistência de saúde foi imediatamente reactivada para os pacientes e todos aqueles que precisavam ser tratados. De facto, devido à escassez de água potável, o número de casos de diarreia está a aumentar cada vez mais, especialmente entre as crianças, e isso nos leva a operar cada vez de forma mais rápida.

Além disso, em apenas alguns dias, o laboratório retomou as actividades básicas, fornecendo análises clínicas para apoiar os principais problemas de saúde em curso, ajudando 4.000 pacientes e também apoiando os de outras estruturas que estão fechadas ou parcialmente danificadas.

Mesmo na periferia da cidade, o ciclone atingiu muitos centros de saúde, destruindo-os. Na emergência, o centro de Manga Chingussura, atingido apenas em parte, tornou-se um ponto de referência para toda a área. O centro, que trata 7.000 pacientes, ficou lotado com muitos outros pacientes nos primeiros dias após o desastre, também aqui com muitos casos de diarreia e estamos a tentar tratá-los a todos.
 
Foram enviadas 30 toneladas de necessidades básicas, ajuda alimentar, material sanitizante de água e medicamentos essenciais (antidiarreicos e reidratantes para crianças).
 
As Comunidades de Sant'Egidio e os Jovens pela Paz da Beira tomaram medidas para identificar as principais necessidades no terreno e e fizeram acordos com as instituições locais dos bairros para realizar as distribuições com maior ordem e segurança, também para garantir a realização do maior número possível de beneficiários.
 
É necessária uma grande ajuda. Acima de tudo, há o grande problema da falta de água potável e de  comida.

NÓS CONTINUAMOS A AJUDAR PARA QUE BEIRA VOLTE A VIVER!

PODE DOAR AGORA USANDO O FORMULÁRIO ABAIXO

 

Dona online

OU VOCÊ TAMBÉM PODE DOAR ATRAVÉS DO FACEBOOK

OU COM TRANSFERÊNCIA BANCÁRIA OU CONTA CORRENTE POSTAL



Actualizações de Moçambique: a situação e a nossa ajuda
Actualizações de Moçambique: a situação e a nossa ajuda