news

Sant'Egidio em Sofala, Moçambique, em defesa dos idosos vítimas de violência

20 Agosto 2018 - MOÇAMBIQUE

ELDERLY

Um apelo pelo respeito e o cuidado dos idosos, após o assassinato de uma mulher de 81 anos

Compartilhe Em

 A Comunidade de Sant'Egidio de Sofala, em Moçambique, em reação a mais um acto de violência contra uma pessoa idosa, lançou um forte apelo para que se repudie toda a violência contra aqueles que têm uma idade avançada e se crie uma cultura de respeito e cuidado com os idosos.


O último episódio trágico, o assassinato de uma mulher com 81 anos de idade, por um familiar que vivia com ela, chama a atenção sobre a questão de que ainda é generalizado o preconceito pelo que se considera uma vida longa como o resultado de feitiçaria, em vez que uma bênção.

"O nosso país hoje carece de um verdadeiro respeito pela nossa história, é por isso que vemos faltar a misericórdia", disse o responsável da Comunidade, Nelson Moda, ao apresentar o apelo "os idosos representam a nossa história, a eles devemos a nossa vida, por isso, é uma grave falta de civilização não cuidar deles, ou pior, de encurtar as suas vidas".


A Comunidade de Sant'Egidio promove pelo contrário, a protecção das pessoas idosas também através de uma aliança entre as gerações: cuidado, amizade e visita que os jovens da Comunidade fazem regularmente aos idosos sozinhos, especialmente nas áreas mais pobres.

No último sábado a Comunidade de Sant'Egidio da Beira também promoveu uma oração pela paz e a reconciliação entre as gerações envolvendo muitos jovens do bairro onde a mulher vivia. Palavras de consolo e reconciliação foram pronunciadas quebrando deste modo o clima de hostilidade para com os idosos.