news

O Patriarca da Igreja de Etiópia, Abuna Mathias em Sant'Egídio: Vimos como colocar em prática o Evangelho

12 Fevereiro 2017 - ROMA, ITÁLIA

EthiopiaEcumenismHOMILIES

A homilia do Patriarca na Basílica de Santa Maria em Trastevere.

Compartilhe Em

O Patriarca da Igreja Ortodoxa de Etiópia, Abuna Mathias visitou ontem a Comunidade de Sant'Egídio em Roma, a quem esta ligado por uma longa história de amizade. O Patriarca encontrou os estudantes da escola de italiano da Comunidade, juntamente com alguns refugiados sírios que chegaram a Itália graças aos corredores humanitários.

Abuna Mathias, encontrou depois o fundador da Comunidade de Sant'Egídio Andrea Riccardi  e o presidente Marco Impagliazzo com quem se debruçou em especial sobre o tema da unidade dos cristãos, a paz no continente Africano e os corredores humanitários para os refugiados.

A visita terminou na Basílica de Santa Maria em Trastevere com uma oração em conjunto com a Comunidade de Sant'Egídio.

Após a leitura do Evangelho de Marcos 6, 30-44, o Patriarca dirigiu-se às pessoas reunidas na basílica:

Eu gostaria de estender minhas mais sentidas saudações a todos vocês: que Deus vos abençoe a todos. Ouvimos muito falar do vosso trabalho e das vossas obras, e hoje, graças a Deus, a vosso convite, estamos presentes no meio de vós, no decorrer de uma visita à Igreja dos nossos padres fundadores.

Ouviram os mandamentos de Jesus Cristo, e o trabalho que fazem é obra de Jesus. Tudo o que tem valor no mundo pertence a Jesus Cristo, que assumiu a responsabilidade da vida e da morte, de dar comida a quem precisava. É isso mesmo que ouvimos no Evangelho. Muitos seguiam Jesus no início de suas obras. E os discípulos queriam que aqueles que o seguiam comprassem o que comer, mas ele disse-lhes: "Dêem-lhes vocês mesmos de comer".


Disse-o para indicar duas coisas: que a nossa salvação, Jesus Cristo, é o mestre seja do corpo seja da vida. E que tem a responsabilidade, como pai, de alimentar todos. Isto demonstrou-o. Sabia o que tinha que fazer, de facto, fez o milagre de alimentar, com o pouco que havia, tantos. Assim, demonstrou o seu poder.


É assim um dever dar pão a quem tem fome. A vossa comunidade faz exatamente isso. Vimos com os nossos próprios olhos, pessoas provenientes de todos os países do mundo, a quem deram hospitalidade, comida, cuidados de saúde e tudo o que uma pessoa humana precisa.
Vimos com os nossos próprios olhos toda a hospitalidade e proximidade com quem tem necessidade, e, por isso, vos agradeço. Que Deus abençoe a vossa comunidade.

Hoje o nosso mundo precisa de paz, tem fome de paz. Hoje muitas pessoas expressam o desejo de obter a paz. A paz é a base de tudo. O que a Bíblia nos ensina é que devemos dar amor porque a paz é essencial. É o que faz a Comunidade de Sant'Egídio em todos os países do mundo: um trabalho para trazer a paz ao mundo inteiro.

Por isso eu gostaria de agradecer à Comunidade de Sant’Egídio por tudo o que fez e está a fazer, em nome da minha igreja e em próprio nome. Também nós trabalhamos dia e noite pela paz. Não trabalhamos só pelos mais de 50 milhões de Etíopes Ortodoxos, mas pela paz em toda a África. A nossa Igreja Ortodoxa de Etiópia tem desempenhado um papel muito importante para a paz, e também agora está a trabalhar nessa direção. Assim como se diz no Evangelho de Cristo: a paz que recebemos de Jesus, devemos leva-la aos outros.

A Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa Etíope tem uma ligação muito estreita. E Sant'Egídio tem desempenhado um papel muito importante no seu reforço. Temos um grande respeito por esta comunidade

Esta noite vimos muitas coisas e observamos muitos trabalhos feitos. Vimos pessoas provenientes de diferentes países que vivem como uma comunidade. Vocês dão a todas estas pessoas em necessidade, alimentação, vestuário, cuidados de saúde e todo o calor que precisam. Estão a fazer exatamente o que diz o Evangelho. Jesus Cristo disse de facto "deem vocês de comer". E os discípulos, de acordo com esta ordem de Jesus, começaram a procurar comida. "Não os deixem fugir, vocês devem cuidar deles." Jesus é cheio de sentimentos pelo ser humano. Todos nós, os seguidores de Jesus Cristo, devemos ser como ele. Deus criou-nos com o pensamento de que todos os seres humanos podem viver em paz, ajudando-se uns aos outros de uma forma pacífica.

Vocês agora, repito, estão a fazer o que Jesus diz, trabalhando nesse sentido. Estão a  colocar em prática o Evangelho.


Sant'Egídio está a faze-lo de forma correta e exemplar. Nós hoje recebemos de vós um ensinamento que deve ser alargado a todos os cristãos. Estamos muito felizes, e por isso Deus vos abençoe.


O  Patriarca Abuna Mathias a Sant'Egidio e com os rifugiados da Síria trazidos com os corridores humanitários