news

Um aniversário especial foi celebrado em Blantyre, no Malawi

21 Abril 2016 - BLANTYRE, MALAWI

MalawiBRAVOMarco ImpagliazzoDream

No decorrer da visita de Marco Imagliazzo, celebraram-se os 10 anos do DREAM,inaugurou-se o inicio do programa Bravo e...

Compartilhe Em

Dez anos de um sonho para o Malawi: o programa DREAM

Marco Impagliazzo, e visita ao Malawi, comemorou hoje com os ativistas, os pacientes e os funcionários, os dez anos do programa DREAM visitando o Centro di Mandala, no centro de Blantyre.

O aniversário foi uma oportunidade para lembrar as as mais de 20.000 crianças nascidas saudáveis de mães seropositivas nestes dez anos  e os milhares de ativistas que contribuíram para alcançar esses resultados.

Entre eles estão mais de 5000 mulheres que contribuem, através do seu testemunho, para salvar a vida de muitas crianças, homens e mulheres doentes. Nos dez anos do Programa o seu empenho mudou profundamente a cultura da exclusão e o preconceito que condenam quem é atingido pelo vírus.

Para muitos deles DREAM significou o retorno à vida, graças à cura gratuita e constante: um verdadeiro Evangelho da Ressurreição num país onde o preconceito, a pobreza e a falta de recursos e cuidados ameaçam a vida e tornam-na frágil. Dez anos de história, dez anos de vida que renasce a cada dia.

Em Machingiri, periferia de Blantyre, a cada dia 600 crianças almoçam no Centro Nutricional São João Paulo II, enquanto que durante a tarde se juntam às atividades que a Comunidade prepara para eles todas as semanas.

Foi no Centro que Marco Impagliazzo realizou, na manhã de 21 de Abril, uma conferência de imprensa de apresentação do programa BRAVO, para o registo gratuito do nascimento.

A Comunidade de Sant'Egidio iniciou este programa no distrito rural de Balaka a partir de 13 maternidades de pequenos hospitais rurais, que em breve serão conectados por computador à administração pública central.

O Presidente da Comunidade sublinhou que este programa defende as crianças e promove os seus direitos, desde que nascem. Lembrou como na época colonial o registo era reservado apenas aos estrangeiros.

O trabalho do BRAVO, em colaboração com o governo do Malawi, representa de facto um passo em direção à completa descolonização, alargando finalmente a todos os cidadãos o direito de ser registado à nascença. Uma lei de 2010, de fato, em vias de implementação, reconhece este direito a todos os cidadãos. BRAVO tem a intenção de tornar real este direito. A conferência de imprensa diserrolou-se, significativamente, enquanto um grupo de crianças começava o almoço no Centro João Paulo II.