news

No Congo, a escola "Floribert Bwana Chui" retoma as aulas após um longo lockdown

17 Setembro 2020 - GOMA, REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO

Floribert Bwana ChuiEducation

Compartilhe Em

No Congo, a situação sociopolítica agravou-se significativamente nos últimos meses, em parte devido à pandemia de coronavírus.

A crise económica, uma consequência do lockdown prolongado, travou muitos projectos de desenvolvimento e exacerbou as tensões entre a cidade e o campo. A violência aumentou em todo o lado, e os principais alvos desta vez parecem ser as escolas e as crianças.

Alguns grupos armados que tinham assinado uma trégua com o novo governo retomaram a violência. No final de Agosto, foi atacado um centro educativo onde se realizavam exames para admissão ao ensino superior e duas crianças foram mortas.

Nas aldeias próximas de Goma, os ataques intensificaram-se com raptos de meninos e meninas, para os quais é pedido um resgate em dinheiro ou são explorados para o trabalho nas minas clandestinas, escravizados ou forçados a entrar nas milícias.

Enquanto seguimos esta situação com preocupação, a escola que leva o nome di Floribert Bwana Chui no bairro de Mugunga retomou as aulas de acordo com as medidas de prevenção da Covid-19 com os seus 400 alunos.

Entretanto, 16 estudantes que frequentaram a escola nos últimos anos passaram nos exames estatais e poderão assim entrar para o ensino superior.



No Congo, a escola
No Congo, a escola
No Congo, a escola