news

Andrea Riccardi num vídeo reitera o seu apelo: Alepo está a morrer. Temos de agir rapidamente #SaveAleppo

17 Fevereiro 2016

Andrea Riccardi
SyriaRefugees#savealeppo

Enquanto na Síria continua-se a morrer, o fundador da Comunidade de Sant'Egidio renova o seu apelo à comunidade internacional para pôr fim ao massacre

Compartilhe Em

Andrea Riccardi  num vídeo reitera o seu apelo para a cidade síria.

Estas são as suas palavras: "Alepo está morrer e talvez já morreu sob os golpes de um cerco implacável.
A população foge: 100.000 pessoas para a fronteira turca que é selada e quantas fronteiras no Oriente Médio e na Europa estão selados para os sírios em fuga.
Alepo está a morrer e porquê?

Em 2014 eu lancei um apelo para salvar Alepo e para começar a criar uma zona de não combate em volta de Alepo.
Mas não se fez. Cada um perseguiu as lógicas do seu interesse. Cada um prosseguiu com a sua estratégia: o governo de Assad, apoiado pela Rússia os seus aliados, continuou a sua guerra, a oposição permaneceu dividida, incerta, incapaz de uma política e, depois, o Isis e Al Qaeda que se instalaram nas ruínas do Estado sírio.
Alepo cidade de convivência, Alepo com 300.000 cristãos onde se vivia juntos.

Como era linda Alepo e hoje Alepo está destruída pelos bombardeios e tantas vidas perdidas, tantas crianças mortas peloo embargo, pela falta de cuidados e de comida.
Esta, infelizmente, é a realidade. Temos de agir rapidamente. É preciso evitar que Alepo perca os últimos espaços de vida, é preciso evitar que as pessoas morram. É preciso salvar Alepo".