news

Covid 19, Sant'Egidio apoia a proposta de Guterres de uma moratória da dívida para a África

6 Abril 2020

Peacecoronavirus

Compartilhe Em

A Comunidade de Sant’Egidio apoia a proposta do Secretário-Geral da ONU de uma moratória sobre as dívidas dos países emergentes, particularmente africanos, menos preparados para enfrentar a emergência da pandemia de coronavírus. "É necessária uma moratória da dívida nesses países - disse Guterres - para mobilizar grandes somas e permitir que medidas concretas sejam tomadas contra a pandemia".

A situação da saúde africana está a começar a se tornar preocupante, muitos países estão entrando em lockdown (bloqueio - fechdura) com os primeiros problemas no fornecimento de alimentos nas grandes cidades. Além disso, os serviços de saúde não são adequados para o desafio e quase inexistentes na área rural.
Segundo o Secretário Geral da ONU, a revitalização da economia global não pode ser separada de um repensar geral de estratégias: "ou haverá respostas de solidariedade ou essas respostas permanecerão ineficazes".

Sant'Egidio, há quase vinte anos comprometido em apoiar os sistemas de saúde africanos graças ao programa DREAM, está reajustando as suas estruturas de saúde para combater o vírus, e compartilha a esperança de que, a partir da emergência da pandemia, seja possível repensar um sistema de saúde verdadeiramente acessível para todos os cidadãos.