news

O Prémio Carlos Magno ao Papa. Riccardi: 'Sonhar e trabalhar com Francisco para um novo humanismo europeu'

6 Maio 2016

Awards
Andrea RiccardiEuropePope Francis

Compartilhe Em

“É um discurso comovente que abala a Europa da sua resignação e dos seus medos convidando a todos para nos unirmos ao seu sonho e trabalharmos para um novo humanismo europeu”.

Desta forma Andrea Riccardi comentou o discurso do Papa Francisco durante a atribuição do prestigioso Prémio Carlos Magno. Da Sala Régia do Palácio Apostólico Vaticano, o fundador da Comunidade de Sant'Egidio - também condecorado com o "Karlpreis" em 2009 - fala de uma forte mensagem de esperança que olha para o futuro e as novas gerações: "O apelo de Francisco, o seu pedido angustiado, "o que te aconteceu Europa", requer uma resposta ampla e generosa, longe dos egoísmos e dos muros a que estamos a assistir nos últimos tempos. O seu 'Sonho' sobre a Europa, repetido várias vezes - que recorda o "I Have a Dream" de Martin Luther King -  impele-nos a recomeòar a sonhar juntamente com ele, uma Europa sem muros, mas com tantas pontes a construir.

Uma Europa em que - como nos pediu - haja espaço para todos: jovens, idosos, migrantes e suas famílias, juntamente com o direito de cada cidadão a uma vida mais digna e ao emprego. Mas Francisco também nos mostrou as ferramentas para realizar o sonho: ser capazes de integrar, dialogar e gerar, as três capacidades com que se deve alimentar o novo humanismo. Em última análise, para além de qualquer populismo e falta de visão, os únicos caminhos a percorrer se queremos dar um futuro e uma nova juventude para a nossa Europa”.