Oração pela Igreja

Compartilhe Em


Leitura da Palavra de Deus

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Deuteronômio 30,15-20

«Repara que coloco hoje diante de ti a vida e o bem, a morte e o mal. Assim, ordeno-te hoje que ames o Senhor, teu Deus, que andes nos seus caminhos, que guardes os seus mandamentos, preceitos e sentenças. Assim viverás, multiplicar-te-ás e o Senhor, teu Deus, te abençoará na terra em que vais entrar para dela tomar posse. Mas se o teu coração se desviar e não escutares, se te deixares arrastar e adorares deuses estranhos e os servires, declaro-vos hoje que, sem dúvida, morrereis; os vossos dias não se prolongarão na terra na qual ides entrar, passando o Jordão, para dela tomar posse.»

«Tomo hoje por testemunhas contra vós o céu e a terra; ponho diante de vós a vida e a morte, a bênção e a maldição. Escolhe a vida para viveres, tu e a tua descendência, amando o Senhor, teu Deus, escutando a sua voz e apegando-te a Ele, porque Ele é a tua vida e prolongará os teus dias para habitares na terra, que o Senhor jurou que havia de dar a teus pais, Abraão, Isaac e Jacob.»


 

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

O Deuteronómio - nesta passagem que encerra o longo sermão que Moisés fez ao povo em nome do Senhor - recorda a responsabilidade que o povo tem em escolher Deus como o próprio Senhor: "Eis que coloco hoje diante de ti a vida e a felicidade, a morte e a desgraça" (Dt 30, 15). A escolha entre os dois caminhos implica sempre consequências. Trata-se de uma responsabilidade que implica a qualidade da existência de todo o povo, não só daquela pessoal de cada um de nós. Escolher em prol do bem e da vida, significa continuar a ser abençoados e protegidos. Escolher em prol do mal, significa votar-se à infelicidade e à morte. Por isso, Moisés continua: "Escolhe, portanto, a vida, para que tu e os teus descendentes possais viver, amando ao Senhor teu Deus, obedecendo-Lhe e apegando-te a Ele". A escolha de amar o Senhor significa escutar fielmente a Sua Palavra, "andando nos seus caminhos" e, portanto, "manter-se unidos a Ele". Daqui descende a bênção de Deus sobre o povo e sobre o seu futuro. A comunhão com o Senhor e a escuta da Sua Palavra tornam bela e humana a vida e são uma grande sabedoria para o mundo. Esta mensagem será acolhida e realizada por Jesus. Os Seus discípulos são aqueles que acolhem com o coração disponível a Sua Palavra e A põem em prática, todos os dias. Ser discípulo e amar o Senhor é uma escolha que deve ser renovada todos os dias, sobretudo neste período de Quaresma, um tempo oportuno de conversão que ajuda a desviarmos o olhar de nós mesmos para olharmos o Senhor. E segui-l'O nos dias que virão para O acompanhar durante os dias santos da Paixão, Morte e Ressurreição.